[Cobertura] O Grande Encontro reúne gerações em clima de festa

Nenhum comentário

O Grande Encontro
Teatro Positivo
Curitiba/PR
18 de maio de 2018

por Arianne Cordeiro

O trio Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo se reuniu novamente em Curitiba, trazendo seu Grande Encontro. O encontro aconteceu um ano após a última apresentação dos nordestinos na capital paranaense, no mesmo local em que foi realizado anteriormente: o Teatro Positivo. O público, apesar de não ter lotado o local, deixou-o bem cheio mesmo assim, sendo composto por diversas faixas etárias: desde crianças de colo até pessoas da terceira idade, com famílias inteiras aproveitando a apresentação.

Os três músicos subiram ao palco e iniciaram seu espetáculo com a faixa “Anunciação”, composta originalmente por Alceu. Logo em seguida, engataram mais três faixas: “Caravana” (Geraldo), “Me dá um beijo” (Alceu) e, encerrando a primeira parte do show, o clássico “Sabiá”, de Luiz Gonzaga.

DSC_2719
Foto por Arianne Cordeiro

Com o fim do primeiro ato, Alceu e Elba deixaram o palco livre para Geraldo, que iniciou sua parte solo com “Papagaio do Futuro/Coco das Serras” e “Moça Bonita”. Alceu retornou para participar nas faixas e chegou a fazer um discurso sobre proteção à natureza, sendo ovacionado pelos presentes. Geraldo tem, claramente, uma postura não tão eufórica quanto a de seus colegas de espetáculo; ainda assim, conseguiu que o público cantasse em coro a faixa “Dia Branco”, considerada um dos maiores sucessos de sua carreira.

Foi então que Elba voltou ao palco, já com outro figurino, para executar com Geraldo mais algumas faixas muito conhecidas do público, como “Bicho de Sete Cabeças”. Ele, que compôs muitos dos sucessos da carreira dela, chegou a brincar que já pensou em não deixá-la gravar algumas faixas, pois só ela recebia os créditos pelo seu trabalho. Em certa ocasião, inclusive, um sujeito teria perguntado qual o motivo de ele incluir tantas músicas de Elba em seu repertório, não sabendo que eram todas de sua autoria. Eles riram muito da situação e continuaram apresentando os sucessos “Chorando e cantando” e “O Princípio do Prazer”, com Geraldo ressaltando que Elba abrilhanta mais as suas canções e as torna conhecidas pelo país afora.

DSC_2738
Foto por Arianne Cordeiro

O retorno de Elba claramente deixou o público mais animado: foi possível perceber vários casais se levantando para dançar ao fundo do Teatro. Após a execução de duas faixas em conjunto, Geraldo deixou o palco para que ela pudesse iniciar sua parte solo do show. De posse de um violão, interpretou “Chão de Giz”, de Zé Ramalho, fazendo uma homenagem ao cantor que já fez parte d’O Grande Encontro. Em seguida, engatou “Ai que Saudade D’oce”, ajoelhada em frente ao palco e à capela, sendo muito ovacionada.

Não é à toa que um dos apelidos da nordestina é “Madonna do Agreste”: em sua performance, ela prova que é um dos maiores ícones da música brasileira, já que os fãs demonstram muito carinho e afeto durante toda sua apresentação. Para completar seus momentos sozinha em cena, executou com maestria “Pra se aninhar” e o pout-porri “Na Base da chinela”, “Qui nem jiló” e “Eu só quero um xodó”.

DSC_2748
Foto por Arianne Cordeiro

Foi então que Alceu reapareceu no palco, sendo anunciado por Elba como o “Maluco Beleza do Agreste”. Os dois cantaram “Ciranda da Rosa Vermelha”, revezando voz e chocalho durante a execução da música, com destaque para uma caminhada em cima da beira do palco por parte de Alceu. Este faz jus ao apelido dado pela amiga quando conta ao público que não dormiu muito bem na noite passada e conta que estava comendo uma maçã, fazendo os presentes caírem na gargalhada.  Sozinho, executou “La Belle de Jour”, “Girassol”, “Coração Bobo” e “Tropicana”, sempre interagindo com os fãs que cantavam todas as faixas, principalmente a última – que é, provavelmente, o maior sucesso de sua carreira.

O retorno dos dois outros músicos ao palco veio para fechar o repertório da noite. O set foi encerrado com a execução de “Táxi Lunar” e “Pelas Ruas que Andei” – nesta última, Elba tocou triângulo brilhantemente. A maior parte dos fãs tentou chegar mais perto do palco e na execução de “Banho de Cheiro” foi possível reparar em várias pessoas tentando tirar selfies com os músicos dali de baixo mesmo.  O show foi encerrado com “Frevo Mulher”, com o clima de muita alegria e festa, provando que todos se divertiram muito durante a apresentação.

Confira a galeria:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s