Perna Leiga mergulha em metáfora visual no clipe de “Havia um Homem”

Nenhum comentário

por Rico Boschi

Um clipe pode fazer muito mais do que promover uma música, ele pode funcionar como uma tradução, uma concretização imagética e conceitual da mensagem do artista. Dirigido por Bruno Regalo, o clipe de “Havia Um Homem”, da banda curitibana Perna Leiga é uma metáfora visual que gira em torno de questões como “introspecção”, “escolhas” e ainda o autoconhecimento.

Quinta faixa do disco “Soca Porva”, lançado em 2015, a música se destaca pela distorção e densidade sonora, em contraste com o material predominantemente “groovado” – marcado pela mistura do reggae e surf music – que caracteriza o álbum.

“Havia Um Homem” reflete um indivíduo que reavalia a própria trajetória e busca olhar para si mesmo na tentativa de se manter fiel às próprias escolhas. Filipe Resende, guitarrista e vocalista da banda, ressalta que, nas entrelinhas, a canção aborda a questão do controle da própria vida: “Muitas vezes, quando a gente está num estado crítico, é importante parar e enxergar, não ‘tomar mais uma dose’”, comenta.

Esse conceito é reforçado pelas escolhas artísticas e de fotografia de Fernando Hideki, que opta por locações amplas e naturais para simbolizar o isolamento do mergulho reflexivo e a metáfora da linha férrea para representar o desejo de retidão, de se recolocar a vida nos trilhos. Uma reflexão impressionantemente madura e corajosa para uma banda com apenas cinco anos de estrada e muito potencial criativo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s