[Cobertura] Sons of Apollo: Porto Alegre recebe primeiro show da banda no Brasil

Nenhum comentário

Sons of Apollo
Bar Opinião
Porto Alegre/RS
13 de abril de 2018

por Daiane Costa e Day Montenegro

Uma noite de calor intenso marcou a estreia de Sons of Apollo em Porto Alegre, na última quinta-feira (12), no bar Opinião. O supergrupo desembarcou no país para apresentar o álbum “Psychotic Symphony”, lançado em 20 de outubro de 2017 pela InsideOutMusic/Sony Music e no Brasil pela Hellion Records.

O disco foi produzido por Portnoy juntamente com Sherinian, conhecidos como “The Del Fuvio Brothers”, apelido carinhoso dado a eles há mais de duas décadas durante os tempos de Dream Theater. Em seu lançamento, estreou já em 1º lugar  no “Heatseekers Album Chart” da Billboard, obtendo excelentes resultados de venda e sendo muito bem recebido pela crítica e pelos fãs. Tudo isso já era de se esperar, já que estamos falando de uma banda formada somente com integrantes de peso: Jeff Scott Soto (vocal, ex-Journey, Talisman, Yngwie Malmsteen’s Rising Force), Ron “Bumblefoot” Thal (guitarra, Guns N’Roses), Billy Sheehan (baixo, David Lee Roth, Mr. Big, The Winery Dogs e outros), Mike Portnoy (bateria, Dream Theater, Adrenaline Mob, The Winery Dogs e outros) e Derek Sherinian (teclado, Dream Theater, Black Country Communion, Kiss, Alice Cooper, Billy Idol, entre outros).

Às 22h30min, ao som dos solos distorcidos da guitarra de Eddie Van Halen na música “Intruder”, o clima era de total emoção e ansiedade dos fãs de Porto Alegre. Logo após, um som de cítara começa a dominar a atmosfera e o quinteto sobe ao palco para abrir a noite, mostrando já de início toda sua potência na poderosa “God of the Sun”, primeira faixa do álbum de estreia da banda. Com seus instrumentos de 2 braços, Sheeran e Bumblefoot chamavam a atenção dos fãs, que olhavam atentos às performances dos músicos e aproveitavam para receber uma grande aula de técnica de seus ídolos.

Jeff Scott Soto saudou a plateia dizendo que já estava preparado para tomar várias caipirinhas no Brasil. Na sequência, a banda seguiu com “Signs of the Time”, em que as vozes de Portnoy e Bumblefoot se juntam de forma harmônica com voz de Soto, o qual comandou tudo com sua voz potente e excelente presença de palco – que nos lembra que o cara tem mesmo aquela energia e performance típica do “Hard Rock”. E o destaque foi também para o solo de Bumblefoot, que com  sua guitarra iluminada com luzes LED demonstrou um alto nível técnico em seus solos, mostrando que poderia substituir Slash no Guns tranquilamente – e ainda, que tem carisma suficiente! Por diversas vezes o guitarrista conversava com a galera da grade e compartilhava seu instrumento para que os fãs o tocassem!

Em seguida, o supergrupo executou claramente suas influências com a música “Divine Addiction”, com elementos que lembram muito Deep Purple. Uma das primeiras surpresas da noite foi com  “Just Let Me Breath”, do Dream Theater, lançada em 1997 no álbum “Falling Into Infinity”, período em que Mike Portnoy e Derek Sherinian tocaram juntos na banda, destacando nesta canção o excelente trabalho de Sherinian nos teclados.

Podemos dizer que cada músico com seu alto nível de musicalidade possui um som e estilo próprio de tocar, permitindo ao fã identificá-los facilmente somente ao escutar os primeiros compassos das músicas. E todos os membros desse “projeto de elite”, quando se juntam no palco, a explosão de virtuoses acontece!

Com 2h30 de duração, o espetáculo teve seu ápice quando Jeff Scott Soto resolveu dar muitas surpresas a todos os presentes: após a dobradinha “The Prophet’s Song / Save Me” (Queen cover) emocionando a plateia com sua extensão e versatilidade vocal, Jeff Scott Soto surgiu na copa do Bar Opinião, atrás do público, pedindo uma dose de uísque aos atendentes. E (nos contaram) que não foi reconhecido pela equipe do bar, que o pediu para que se dirigisse ao caixa para pagar. E de forma bem descontraída com os atendentes e público ao redor, Soto avisou no microfone que só voltaria ao palco quando servissem um drink para ele… Para a surpresa de todos, o vocalista seguiu cantando posicionado no fundo do casa de shows “And the Cradle Will Rock…” E ainda continuou caminhando tranquilamente pela plateia para o delírio de todos. Enquanto retornava ao palco, Soto se sentiu confortável em “desfilar” no meio dos fãs e atender aos pedidos de fotos durante a apresentação. Tal atitude faz com que, seguidamente, os porto-alegrenses se sintam privilegiados pela proximidade que os ídolos acabam oportunizando quando percebem o nosso clima bem intimistas por aqui.

O grupo teve início nos primeiros meses de 2017, quando rumores apontavam para um novo projeto secreto de Mike Portnoy e Derek Sherinian. Contudo, no mês de agosto daquele ano, a dupla revelou os principais detalhes da formação do supergrupo. Aproveitando a herança espanhola de Soto, e o fato de que iriam começar uma Turnê sul-americana simultânea ao lançamento, a banda  mixou uma versão em espanhol da música “Alive” (disponível no Spotify). O Sons of Apollo foi criado por iniciativa de Portnoy e Sherinian, revivendo a experiência que tiveram de tocar juntos no Dream Theater nos anos 1990, quando gravaram discos como A Change of Seasons e Falling Into Infinity. Os outros três músicos foram agregados no decorrer de 2017.

Repertório
1 – God of the Sun
2 – Signs of the Time
3 – Figaro’s Whore
4 – Divine Addiction
5 – Just Let Me Breathe (Dream Theater cover)
6 – Labyrinth
Bass Solo (Billy Sheehan)
7 – Lost in Oblivion
8 – The Prophet’s Song / Save Me (Queen cover)
9 – Alive
10 – The Pink Panther Theme (Henry Mancini cover)
11 – Opus Maximus
Keyboard Solo (Derek Sherinian)
12 – Lines in the Sand (Dream Theater cover)
15 – And the Cradle Will Rock… (Van Halen cover)
16 – Coming Home

foto: Hristo Shindov

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s