Galpão abandonado é o palco do espetáculo multissensorial Air Bag

Nenhum comentário

Carcaças de carros espalhadas sob o que restou de um galpão, em um enorme terreno baldio na região central de Curitiba. Este será o cenário de “Air Bag”, novo trabalho teatral da Processo Multiartes, com direção e texto de Adriano Esturilho. Na peça, o público vai experimentar mais uma vez as estratégias de criação de Esturilho, que combina diferentes conceitos, interligando teatro e música, desta feita, para contar o fim de um casamento da alta classe média. A estreia da temporada gratuita acontece no dia 24 de maio.

Protagonizada por Patrícia Cipriano e Gabriel Gorosito, a peça fala sobre o fim do relacionamento entre um casal de classe média alta, depois de 20 anos casados. Ela, uma advogada de sucesso; ele, um artista decadente. Destilando uma ironia cruel, texto e cenas expõem as fraturas da moral e dos bons costumes. Ao longo da peça, a intenção é provocar reflexões e jogar luzes sobre questões ligadas à nossa classe média alta, ao conservadorismo, aos valores que norteiam a criação dos filhos, dos desejos pessoais e profissionais, enfim, dos seus falsos valores.

A montagem tem no espaço cênico alternativo um de seus maiores desafios. Embaixo da cobertura do que restou de uma quadra poliesportiva, o publico poderá escolher entre acomodar-se nos bancos de carros velhos em meio aos restos de automóveis ou assistir de dentro de seus próprios carros, como se estivesse em um drive in. Apenas seis carros, os primeiros a chegarem, terão a segunda opção.

Com um sistema de som 5.2, projetado para envolver a plateia, a aparição de um coro de 6 performers complementa a encenação e reforça com ironia alguns dos signos aristocráticos levantados pelo texto, ao som de trechos clássicos eruditos misturados a outras referências e colagens pré-gravadas, completando esse efeito sonoro performático.

O diretor é Adriano Esturilho ficou reconhecido por montagens teatrais marcadas pelos conceitos da “Plagicombinação enquanto estratégia dramatúrgica”, por referências do teatro pós-dramático, do teatro físico e da performance como Linguagem. Em suas quase 20 direções para teatro, ele vem desenvolvendo o por ele chamado “Teatro de Garagem”, com o uso de música e canto ao vivo; a exploração de espaços cênicos alternativos; o estudo de uma sutil interação com o ”expectator” e a aproximação com alguns elementos da linguagem da ópera.

SERVIÇO
Air Bag
Data: 24/05 à 03/06
Local: Garegem MultiArtes
Endereço: Rua Inácio Lustosa, 397
Horários: Quartas, quintas e sextas-feiras as 21h; sábados e domingos às 19h
Entrada franca (os ingressos devem ser retirados uma hora antes do início).

foto: Karla Vizone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s