[Cobertura] Shaman apresenta álbuns clássicos na íntegra para público empolgado em Belo Horizonte

Nenhum comentário

Shaman
City Hall
Belo Horizonte/MG
01 de dezembro de 2018

por Drake Chrisdensen e Gabriel Rodarte

Depois de 5 anos de silêncio, a volta do Shaman parecia um sonho distante. Embora os pedidos dos fãs fossem incontáveis e constantes, o fato de todos os membros estarem ocupados com projetos pessoais tornava esse sonho um pouco mais inalcançável. Então não é difícil de imaginar a alegria e surpresa dos fãs quando foi anunciada em maio uma turnê de reunião da banda, mas não qualquer turnê: uma turnê com a formação original e tocando na íntegra os álbuns “Ritual” e “Reason”.

O dia do show chegou e, com ele, centenas de fãs mineiros que se reuniram para testemunhar o retorno triunfal do Shaman no City Hall, em Belo Horizonte. Às vésperas da abertura das portas do local, a fila virava o quarteirão e comprovava que seria noite de casa cheia. Depois de um excelente show da banda Taverna, Andre Matos, Hugo Mariutti, Luis Mariutti e Ricardo Confessori subiram ao palco para delírio dos metalheads mineiros. Se pouco antes do início do show os fãs já choravam de emoção na grade, na hora em que “Turn Away” estourou, parecia que a casa de shows estouraria junto. Chamam atenção a fidelidade e energia dos fãs do Shaman, que não perderam as esperanças de verem sua banda favorita de volta à ativa e celebraram essa data com todas as suas forças.

O desempenho de cada um dos membros foi memorável. A energia não era apenas dos fãs, mas também dos músicos, que demonstravam uma grande intimidade com os mineiros e vice-versa, já que os cantos de “Jesus, Jesus” como uma irreverente brincadeira a Mariutti foram puxados mais de uma vez. Talvez por esse clima de amizade e até, por que não, familiar, o peso do retorno tenha se tornado um pouco mais leve aos ombros da banda, o que permitiu certo conforto para entregar um excelente espetáculo.

A balada “InNocence” foi uma das oportunidades de Andre Matos mostrar suas habilidades ao piano, sendo importante notar que, embora claramente não estivesse se sentindo bem na segunda metade do show, Andre não perdeu uma nota sequer. Para aqueles que duvidavam da saúde vocal do cantor depois de todos esses anos, foi uma clara demonstração que Matos está em plena forma. Ainda sobre a segunda metade do show, aberta por um vídeo de 13 minutos do Shaman no estúdio e nos bastidores, os fãs foram ao delírio com a tríade “Distant Thunder”, “For Tomorrow” e “Time Will Come”, além de, claro, o maior hino do Shaman: “Fairytale”. Mesmo tendo dificuldades para permanecer em pé em alguns momentos e visualmente exausto, Andre Matos ainda tocou flauta, voltou ao piano e encerrou, junto de seus companheiros, um show espetacular com as canções “Ritual” e “Pride”.

A volta do Shaman não apenas aconteceu, como está acontecendo! O retorno em tão boa forma de um dos ícones do metal nacional fortifica todo o cenário e revigora a vontade dos metalheads brasileiros de curtirem o bom e velho Heavy Metal. Mal podemos esperar o que 2019 trará para o Shaman!

GALERIA DE FOTOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s