[Entrevista] Ameslari lança disco de estreia com temática aberta

um comentário

Ameslari é um artista de Ribeirão Preto, que começou a compor aos 12 anos e em 2018 lançou seu primeiro registro. Tendo como ídolos Prince e Elton John (e ele também gosta muito de Dream Theater – rapaz de bom gosto), ele sempre busca de maneira autêntica e independente, dar sua cara ao seu material. Assim, aos 21 anos, assumiu a produção de seu primeiro álbum, o recém-lançado “City Stories”. O trabalho reúne músicas já lançadas e inéditas, com letras abertas a interpretações.

por Clovis Roman

Ameslari: Como você optou por essa alcunha para ser seu nome artístico?
“Ameslari” significa “sonhador” em basco, língua falada no País Basco – uma região da Espanha. É uma língua única no mundo porque não tem conexões profundas com nenhuma outra, que é como eu me sentia em relação às pessoas à minha volta. Além disso, sou um sonhador e sou fascinado em aprender idiomas, então juntei tudo isso pra criar o nome artístico.

Liricamente o disco City Stories foi definido com um “livro de contos”. Quais principais inspirações para a criação das letras? São temas urbanos, da vida mundana, ou são coisas mais abstratas?
Quase todas as letras do “City Stories” são inspiradas em temas da vida cotidiana: amor (seja estar apaixonado ou um relacionamento que termina), sonhos, problemas emocionais… Algumas são histórias inventadas e algumas são experiências pessoais. As que fogem um pouco disso são “Mirrorball”, que fala de uma forma geral do mundo complicado em que vivemos e “Brightness”, que é uma abstração que parte de uma situação real.

Ainda sobre as letras, por que cantá-las em inglês? Você chegou a compor temas em português em algum momento de sua carreira?
Meu processo de composição sempre fluiu melhor em inglês. Devo ter uns dois ou três poemas em português, no máximo. Mas quem sabe um dia possa sair alguma coisa!

Quais elementos do disco Counterparts, do Rush, serviram de inspiração para a confecção de seu disco? Para mim, a faixa “Everyday Glory” se relaciona bastante estilisticamente com seu trabalho, por exemplo.
Acho que a sonoridade geral do disco – aquela pegada nem tão “pop” (e as aspas aqui são intencionais) quanto a do “Presto” e do “Roll The Bones”, que vieram antes dele, e nem tão pesada quanto a do “Test For Echo”, que veio depois. Esse meio termo, com peso “o suficiente”, por assim dizer, acho que é o que mais se relaciona. Eu particularmente acho o disco todo muito bom, mas adoro “Cold Fire” e “The Speed Of Love”.

O que mais faz parte do seu background musical, da sua formação?
Quando criança eu sempre ouvi muito os Beatles, Elton John (meu maior ídolo), U2, Capital Inicial (principalmente o acústico), Paralamas do Sucesso… Acho que esses artistas foram bem importantes pra mim!

Qual o conceito por trás do videos de MirrorBall e Neon Love, gravados no estúdio? Como surgiu a ideia de fazê-los em plano sequência e em preto e branco?
A intenção sempre foi que eles fossem bem simples, sem grande edição, então a ideia do plano sequência veio daí. O preto e branco foi pensado porque eu acho que casa bem com a estética do disco. Foram filmados em dois takes cada um, no máximo. Acho até que “Neon Love” foi um só!

Você acha que por ser oriundo de uma cidade do interior, há mais barreiras para atingir seus objetivos como artista, do que se estivesse na capital, por exemplo?
Acho que não pela origem no interior, mas talvez por ainda morar lá. O deslocamento (não só meu mas também dos meus músicos) pode acabar sendo uma complicação – mas nada que não dê pra enfrentar! [risos]

Qual banda ou artista você acha que gravaria uma cover bacana de alguma de suas músicas?Ótima pergunta! Queria muito ouvir o Morten Harket, do a-ha, cantando alguma coisa minha. Amo a voz dele!

Conheça mais do trabalho de Ameslari: www.facebook.com/ameslarimusic

Foto: Rafael Vilas Boas

1 comentário em “[Entrevista] Ameslari lança disco de estreia com temática aberta”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s