[Resenha] Siege of Hate – Cerco de Ódio

um comentário

Siege of Hate – Cerco de Ódio

Material gentilmente enviado por Collapse Agency

por Clovis Roman

O Siege of Hate surgiu em Fortaleza, Ceará, em 1997, e logo se estabilizou com dois ex-integrantes do Insanity, outra referência metálica da região, que estão na banda até hoje: Bruno Gabai (vocal e guitarra) e George Frizzo (baixo). Completa a formação, tendo entrado em 2018, o baterista Eduardo Lino (ex-Clamus). Eles tem três álbuns completos, e Cerco de Ódio é um EP, apesar de ter quase trinta músicas! O som é Grindcore, com vocais na linha João Gordo, tanto no vocal mais gritado quando nos urros mais graves.

A música “Era do Ódio” abre como um rolo compressor, já deixando claro a ideia sonora do grupo. Tanto que a abertura de “A Derrocada dos Porcos” (com letra inspirada na Revolução dos Bichos, de George Orwell) chega a lembrar a faixa de abertura nos primeiros acordes. Estruturalmente as duas se assemelham, mas essa última é ainda melhor. A sequência de faixas curtas (só “Believers of Hell”, releitura do Mutilator, ultrapassa 2 minutos) é quebrada com “Decadent Development”, um Death/Rock com andamento moderado e solos de guitarra. Curioso o fato dela ir acabando em fade-out (volume abaixando) e depois ela volta para seu encerramento de fato. Ela, assim como mais um punhado de outras, são das sessões de gravação do álbum Animalism (2013). A 10ª música, “Repelling Rumors” encerra a primeira parte desse disco, que é o primeiro a trazer composições em português da Siege of Hate.

A mais extensa de todo o disco é a furiosa “God’s Spreading Hate”, 11ª faixa, que começa brutal e assim permanece em seus quase 5 minutos de duração, assim como a original, da lenda do Metal nordestino Headhunter D.C. Depois dela, surgem todas as músicas do EP Brave New Civil War (2015), originalmente disponíveis apenas em vinil. São elas: “Brave New Civil War”, “Hope Died… At Last”, “Miseria Sostenible”, “Circus Of Disgrace” e “Moral Psychosis”. “L’enfer”, do Deathmocracy vem na sequência, aqui em uma versão em inglês, seguida de “Near to Collapse”, registro das antigas.

E então vem a porção mais que especial especial desse ótimo e completo disco. São cerca de 18 minutos em 10 faixas gravadas ao vivo no Catharsis Metal Fest em 2013, em Torelló, Espanha. Curiosamente, a banda toca nesse show a música “Catharsis”, presente aqui em Cerco de Ódio. Não tem como não se impressionar com a garra e fúria dos caras em cima do palco, como fica explícito na fabulosa “Grinding Ages” ou nos parcos 50 segundos de “Waiting for What?”.

São 28 faixas em 53 minutos, ou seja, poucos solos, nada de virtuosismo ou firulas desnecessárias. Há um bloco ao vivo que se destaca por sua força, e outro de estúdio (em diferentes sessões e épocas) que condensa um pouco da história dessa já lendária banda, um marco do Death/Grind do nordeste do Brasil. Todas essas 28 músicas se unem em um único petardo, imperdível para quem aprecia essa vertente mais caótica de se fazer música.

Arte da capa por George Rizzo, baseado em foto de Brasília registrada por Alessandro Santana.

PS: A banda lançou há um par de anos o livro Em Rota de Colisão, contando histórias (recheadas de fotos e cartazes) das andanças do grupo pela Europa. Corra atrás disso também.

MÚSICAS
1. Era Do Ódio
2. Crise Real
3. Derrocada Dos Porcos
4. Sufocados Pela Lama
5. Believers of Hell
6. Miséria Sustentável
7. Mafia on Trial
8.Feeding on Hatred
9. Decadent Development
10. Repelling Rumours (Versão estendida)
11. God’S Spreading Cancer
12. Brave New Civil War
13. Hope Died… at Last
14. Circus of Disgrace
15. Miseria Sostenible
16. Moral Psychosis
17. L’Enfer (Versão em inglês)
18. Near to Collapse
19. Grinding Ages (Ao vivo)
20. Turmoil (Ao vivo)
21. Steamroll Democracy (Ao vivo)
22. Catharsis (Ao vivo)
23. The World I Never Knew (Ao vivo)
24. Waiting for What? (Ao vivo)
25. Breeding Chaos (Ao vivo)
26. Dissonance (Ao vivo)
27. Hypochrist (Ao vivo)
28. Subversive by Nature (Ao vivo)

Foto: Reprodução Facebook

1 comentário em “[Resenha] Siege of Hate – Cerco de Ódio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s