Savatage: Fight for the Rock remasterizado e relançado em acrílico e digipack

Nenhum comentário

[press-release]

O disco Fight For The Rock (1986) é o terceiro da banda americana Savatage e é frequentemente chamado como o álbum mais estranho da discografia da banda. O motivo? Em 1986, o Hard Rock e o Glam predominavam na cena americana e, por isso, os irmãos Oliva se deixaram, de certa forma, arrastar pelos desejos da sua gravadora, a Atlantic City Records, de lançar um álbum mais acessível para todos os públicos.

A gravadora também participou na escolha das músicas e por esse motivo foram incluídas no álbum músicas que Jon Oliva tinha composto para outros artistas do casting da Atlantic. Daí a mudança quase radical na direção musical em comparação com os dois primeiros álbuns da banda. Mas não entenda mal, Fight For The Rock ainda possui muito do inconfundível som do Savatage, mas de uma forma muito mais suave e deliberadamente comercial. Provavelmente o melhor exemplo disso é a faixa “Day After Day”.

Jon Oliva não perdeu nem um pouco da sua força e crueza vocal, e a seção rítmica continua sólida como uma rocha, entregando aqueles momentos explosivos característicos da banda. A produção é impecável, limpa e profissional. Então, por que Fight For The Rock tem tantos detratores? Com certeza, tem mais a ver com o fato de que foi lançado sob a premissa errada (por exigência da gravadora) do que tem a ver com a qualidade real da música.

A arte de capa recria a famosa foto “Raising The Flag on Iwo Jima” de Joe Rosenthal, onde soldados americanos fincam a bandeira dos Estados Unidos no topo do Monte Suribachi no Japão indicando a sua conquista durante a batalha de Iwo Jima na Segunda Guerra Mundial. Este é o primeiro álbum com o baixista Johnny Lee Middleton (Trans-Siberian Orchestra) e o último lançado antes da parceria com o produtor Paul O’Neill, um dos responsáveis do atual reconhecimento mundial da banda.

Uma coisa é certa: Fight For The Rock ainda é um lançamento de Heavy Metal de altíssima qualidade e imprescindível na coleção dos fãs do gênero.

Esta versão remasterizada traz a versão acústica de “This Is The Time” (gravada por Jon Oliva em 2010) e a música “This Is Where You Should Be” (gravada durante a gravação de “Hall of the Mountain King”) como faixas bônus.

Adquira sua cópia nos seguintes links: Acrílico [https://bit.ly/3e1rjHH] / Digipack [https://bit.ly/3tZ3lSS]

Um lançamento da parceria Shinigami Records/earMUSIC/Sound City Records.

Capa: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s