Destruction: Under Attack relançado em versão digipack

Nenhum comentário

[press-release]

Após quatro anos do lançamento do álbum “Spiritual Genocide” (2012), a lendária banda alemã de Thrash Metal Destruction retornou à cena com um estrondo chamado “Under Attack” e que serviu também para “comemorar” os 34 anos de vida da banda. Mas não se deixe enganar pela longevidade porque a música está longe do que foi feito nos anos 80: continua sendo o mesmo bom e velho DESTRUCTION, porém, mais maduro e focado.

Fundado em 1982, o trio alcançou o topo do movimento Thrash Metal alemão com álbuns como “Infernal Overkill” (1985) e “Eternal Devastation” (1986) aninhados em seu impressionante cânone Heavy Metal. Mesmo trabalhos posteriores como “All Hell Breaks Loose” (2000) ou “The Antichrist” (2001) são momentos gloriosos dentro do gênero, mostrando o porquê de o Destruction fazer parte do “Big Teutonic Four” e o porquê de eles continuar excursionando pelo mundo com grande sucesso.

Para “Under Attack” a banda mudou seu comprovado modus operandi: em vez de reservar apenas um estúdio por algumas semanas, Schmier e companhia decidiram gravar em vários locais (nos Gernhart Studios na Alemanha, no estúdio de VO Pulver – Little Creek Studios – na Suíça, entre vários outros) entre setembro de 2015 e janeiro de 2016. “Realmente tomamos o nosso tempo para este álbum”, declarou Schmier na época. “Talvez este tenha sido o processo de composição mais eficaz que fizemos nos últimos anos! Pelo fato de termos tido mais tempo entre álbuns, houve muita produção musical e criatividade, mas também menos pressão. Você definitivamente poderá ouvir a atitude arrasadora que temos nos palcos também em estúdio. O modo «em turnê dentro do estúdio» foi tão eficaz que quero manter esse método para o futuro”.

Schmier também acrescentou: “Como soa o novo disco? Com certeza não como uma banda que está ativa há 33 anos”.

Se você ouvir músicas como a antológica faixa-título, a rápida e cativante ‘Generation Nevermore’, a demolidora ‘Pathogenic’ ou a complexa ‘Conductor Of The Void’, certamente você concordará com a afirmação anterior.

O vocal de Schmier consegue atravessar vidros e paredes, Mike toca alguns de seus melhores riffs e licks de todos os tempos e Vaaver espanca poderosamente seu kit da bateria. A impressionante arte de capa foi feita mais uma vez pelo artista húngaro Gyula e ilustra perfeitamente as músicas de “Under Attack”.

Nas palavras de Schmier: “É rápido, é cativante e é original”.

Relançamento em versão digipack com contracapa sobressalente e duas FAIXAS BÔNUS: o cover de ‘Black Metal’ do Venom, com a participação especial do vocalista e baixista Alex Camargo do Krisiun, e a regravação da música ‘Thrash Attack’, lançada originalmente no álbum “Infernal Overkill”: https://bit.ly/2WH4KCg.

Um lançamento da parceria Nuclear Blast/Shinigami Records.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s