[Resenha] Beast in Black – Dark Connection

Beast in Black – Dark Connection
(Shinigami Records)

Material gentilmente enviado por Shinigami Records

Por Clovis Roman

O finlandês Beast in Black é como se fosse uma dissidência do Battle Beast, pois foi fundado pelo guitarrista Anton Kabanen, depois deste sair em busca de novos ares. Se bem que, em linhas gerais, o som segue mais ou menos a mesma pegada. Produzido, gravado e mixado pelo próprio Kabanen, e masterizado por Emil Pohjalainen da Amethyst Sound Productions, Dark Connection apresenta enfase ainda maior nos sintetizadores e influências de Italo-disco, Eurobeat e elementos sinfônicos unidos ao Metal moderno. Este é o terceiro álbum do grupo, e de longe, o melhor.

A abertura com “Blade Runner” remete ao Stratovarius, com uma linha marcante de teclado, em um som cadenciado e enérgico, que pode ter como referências bandas como Sabaton e PowerWolf, além de um refrão explosivo. O grande destaque, não só aqui como no disco todo, é o vocal poderoso de Yannis Papadopoulos, com um timbre forte e personalidade, até mesmo nas partes mais rasgadas. Mesmo que as vezes ele de uma exagerada ou outra, no geral a performance é acima da média. A inspiração lírica da canção é óbvio, pelo título, porém o clássico longa é referenciado também em outras faixas.

Ainda na questão lírica, o mangá Berserk, obra de Kentauro Miura (falecido em 2021), é um dos favorito do guitarrista, portanto, serviu de inspiração para “Dark New World”, “To The Last Drop Of Blood” e “Broken Survivors”. O disco soa bastante homogêneo musicalmente, como nota-se na sequência com “Bella Donna” e na quase dançante “Highway to Mars”. Apesar do título, “Hardcore” nada tem a ver com o estilo homônimo; trata-se, na verdade, de um mid-tempo com linhas vocais grandiosas em certas passagens e teclados pomposos.

A dance music dá as caras em “One Night in Tokyo”, um “poperô” de respeito, feito para pistas de dança. As guitarras atuam em segundo plano, com enfase no ritmo e nos vocais e coros. Novamente o vocalista se destaca em “Moonlight Rendezvous”, som com bom refrão e solos excelentes. O contraponto vem com a seguinte, “Revengeance Machine”, bem mais veloz e agressiva após duas faixas mais acessíveis. A mais rock and roll “”Dark New World” e a sinfônica “To The Last Drop of Blood” mantém as diretrizes, porém cada uma com personalidade.

A dobradinha final do trabalho, “Broken Survivors” e “My Dystopia” são mais moderadas, como fossem enérgicas baladas apoteóticas, com um trabalho espetacular nos solos de guitarra, principalmente na primeira. A saideira é ainda mais lenta, porém ainda forte, com uma impressionante performance de Papadopoulos, que passeia por timbres e entonações diversas com extrema facilidade.

O encerramento da versão nacional do CD é feito com duas covers como faixas bônus. Trata-se de “Battle Hymn” (hino do Manowar), e “They Don’t Care About Us” (Michael Jackson). Ambas são fantásticas em seus respectivos ambientes sonoros, e o Beast in Black imprimiu sua personalidade nas versões sem as desrespeitar. Este Dark Connection tem arte gráfica futurista, e serve de trilha sonora para algum jogo vintage, e ao vivo, deve funcionar muito bem.

Além de Papadoulos (vocal) e Kabanen (guitarra), completam a formação do Beast in Black: Kasperi Heikkinen (guitarra), Mate Molnar (baixo), Atte Palokangas (bateria), além de Cynthia, responsável pelos teclados e sintetizadores. A banda chega ao Brasil em dezembro, como suporte da turnê do Nightwish pela América Latina.

Compre em: https://www.lojashinigamirecords.com.br/p-9486544-Beast-In-Black—Dark-Connection

Músicas

  1. Blade Runner
  2. Bella Donna
  3. Highway To Mars
  4. Hardcore
  5. One Night In Tokyo
  6. Moonlight Rendezvous
  7. Revengeance Machine
  8. Dark New World
  9. To The Last Drop Of Blood
  10. Broken Survivors
  11. My Dystopia
  12. Battle Hymn (Manowar)
  13. They Don’t Care About Us (Michael Jackson)

Visita à banda em: www.beastinblack.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s