Alexandra Scotti abre Chapéu Musical com homenagem a Gal Costa

Nenhum comentário

por Rico Boschi

O mundo tira o chapéu para o talento único de Gal Costa. Entre as admiradoras está a também cantora Alexandra Scotti, que, neste sábado (19), abre o projeto Chapéu Musical com uma apresentação inteiramente dedicada ao repertório da baiana no Ap da 13, às 21h.

A relação de encantamento da gaúcha de Caxias do Sul – radicada em Curitiba – é tamanha que se fez expressa no disco “Redescobrindo Gal”, o quarto da carreira da artista, lançado em 2015, que traz releituras de sucessos cuidadosa e afetivamente selecionados – entre eles “Força Estranha”, “Folhetim”, “Chuva de Prata” –, que o público vai poder conferir na apresentação.

Alexandra lembra que estreitou os laços com a MPB através dos projetos paralelos à composição autoral, como o musical “MPB para crianças”, que apresenta clássicos do gênero para as novas gerações: “Esse mergulho me despertou o desejo de visitar esses clássicos, até mesmo como forma de me desafiar profissionalmente”, observa ainda “muita afinidade de repertório com Gal Costa”, a quem admira pela “maneira de se apropriar das canções e imprimir sua identidade artística nelas”, comenta.

A interpretação de Alexandra se soma às escalas do pianista André Collini para trazer à luz versões que conservam o impacto das obras originais mas assumem corajosas cadencias rítmicas próprias do jazz.

Um aspecto que caracteriza o projeto Chapéu Musical é que o público decide o valor de ingresso para a apresentação. Eduardo Ramos, organizador do evento, ressalta que o “passar o chapéu”, muitas vezes visto de forma pejorativa, é na verdade apoiado em uma logica de valoração afetiva, vinculada à troca de experiências e ao transporte de emoções que a arte proporciona.

A ideia da dinâmica de valor partiu de uma experiência de Alexandra à Alemanha durante o festival “Jazzahead”. Na ocasião, a artista percebeu que várias casas artísticas do entorno deixavam livres ao público a escolha do valor pago aos músicos como forma de valorizar (ao invés de precificar) o trabalho do artista. Inspirada por essa vivência, sugeriu a Ramos esse formato para o Chapéu Musical.

A utilização do próprio espaço onde estão previstas as atrações mensais do projeto refletem essa postura. Artistas de áreas diversas – Ramos entre eles – residem e frequentam o Ap da 13, que já recebeu inclusive eventos durante o Festival de Curitiba.

SERVIÇO
Alexandra Scotti – Chapéu Musical
Data: 19 de agosto
Horário: 21h
Local: Ap. da 13
Endereço: Rua Treze de Maio, 1001, ap 01
Valor: O público decide quanto vale

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s