Rock de Galpão enaltece cultura sulista com show em Curitiba

Nenhum comentário

O Rock de Galpão nasceu há 10 anos com a proposta de fazer uma releitura contemporânea dos clássicos da música do Rio Grande do Sul“. Com essas palavras é que Tiago Ferraz, responsável pelas vozes e guitarras, define o grupo gaúcho. E o conceito está se ampliando, já que eles se permitem visitar canções de músicos argentinos, por exemplo. “No DVD anterior [N. do R.: chamado Rock de Galpão – Neto Fagundes Estado Coisas – Ao Vivo] a gente presta uma homenagem aos argentinos, com Merceditas”, frisa. E quando se fala em música tradicional daquela região, não pense apenas em antigas cantigas de origem distante. Eles, por exemplo, já resgataram uma canção do Graforréia Xilarmônica, direto dos anos 90.

Toda este trabalho será apresentado em Curitiba no próximo dia 24 de setembro, no Museu Oscar Niemeyer. O show acontece às 20 horas, com ingressos a R$ 25 (meia). Os convidados especiais serão os paranaenses João Triska, João Lopes e Serra Acima Trio. Todos devem aparecer no vindouro DVD que o grupo está gravando para celebrar sua década de vida. Cenas registradas em Curitiba serão inclusas. Em recente show em Porto Alegre, um dos convidados que será eternizado em vídeo é Humberto Gessinger, ex-Engenheiros do Hawaii.

A produção do show é de Hique Gomez, famoso pelo Tangos & Tragédias. Ele, inclusive, participou do primeiro DVD do grupo.

História
O músico Tiago Ferraz nós contou um pouco dos primórdios do Rock de Galpão: “Logo depois do 1º DVD, que ainda tinha Neto Fagundes junto com a banda Estrada das Coisas, a gente viu que era um projeto com um imenso potencial e uma missão muito séria, de resgatar o legado da música do sul do Brasil. Com o segundo DVD, a banda Estrada das Coisas vira o Rock de Galpão e o Neto Fagundes vira padrinho e colaborador. A gente tem então o respaldo dos cantores e compositores do universo regional”.

Segundo ele, a expansão conceitual pretende abranger novas culturas: “O Rock de Galpão precisa servir como uma espécie de portal para que o sul se ouça mais, se provoque mais. Aí não é só o sul do Brasil, é o sul da América Latina. Então a gente tem um desafio maravilhoso pela frente, que é: que Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Buenos Aires e Montevidéu entrem nesse projeto com seus representantes, e com seu legado do seu folclore, da sua raiz”.

SERVIÇO
Rock de Galpão comemora 10 anos com gravação de DVD
Local: Museu Oscar Niemeyer
Endereço:Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico
Horário: 20 horas
Ingressos: R$ 25 (meia)
Vendas: Nas bilheterias do MON
Vendas Online: https://www.sympla.com.br/rock-de-galpao-10-anos—curitiba__169438

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s