[Resenha] Human – Sad Modern World

Nenhum comentário

Human – Sad Modern World
(CD – 2016)
Material enviado por Roadie Metal

Por Clovis Roman

Os baianos do Human começaram a tocar juntos em um tributo ao Black Sabbath e ao Dio. O trampo se desenvolveu para uma banda autoral, cujas letras abordam temas humanos, como esperança, questões sociais e batalhas internas inerentes. O começo das atividades do grupo remete a 2007, mas apenas em 2016 o Human chegou ao seu debut, Sad Modern World. O primeiro fator que salta aos olhos ao se abrir o encarte é o fato das letras contarem com suas respectivas traduções ao português. Isto prova a preocupação dos caras com a compreensão de seu lirismo por parte do público.

A abertura se dá em grande estilo, com “Beyond Good and Evil”, um Metal pesadão com um traço de Rainbow e vocais firmes de Pedro Neto. Em cada faixa eles mostram a preocupação de balancear influências e sonoridades. Então, há canções mais cadenciadas como a semi-balada “We Can Live Our Time” (que conta com participação de Bruno Passy, do Batrákia), e outras um tanto mais velozes (mas não tanto) como a supracitada abertura e “Make Your Choice”.

A letra da faixa título é inspirada em “Da Servidão Moderna”, documentário do francês Jean-François Brient, uma crítica ao “mundo moderno”, que impõe busca por padrões, com a consequente perda da individualidade do humano como ser pensante. Em “Evolution at Any Cost” a temática lírica segue uma sequência lógica e se expande. Há um laço entre as letras, já que esta última empresta o nome da anterior em seus versos iniciais. Já “CheckMate” é inspirada em uma cena específica do filme sueco Det Sjunde Inseglet (The Seventh Seal em inglês, ou O Sétimo Selo no Brasil), de 1957, dirigido por Ingmar Bergman.

No que tange ao som, o Human sugere algo mais próximo do Death Metal, já que seu nome remete a um dos discos da banda de Chuck Schuldiner, o Death – até mesmo a logotipo, apesar de traços mais curvilíneos, tem um estilo que remete ao logotipo da banda americana. E apesar do trampo das guitarras volta e meia trazerem algo que vá nessa linha (além da introdução de “Beyond Good and Evil” e seu baixo proeminente), o som do Human é um Heavy Metal trampado, com pitadas de progressivo e sinfônico (mas sem as orquestrações), resultando num som cadenciado, complementado com os vocais sóbrios de Pedro Neto, que não tenta provar sua técnica com gritos estratosféricos. Ele trabalha a favor da música, e o resultado é acima da média.

MÚSICAS
1. Beyond Good and Evil
2. Make Your Choice
3. Sad Modern World
4. Evolution at Any Cost
5. Checkmate
6. We Can Live Our Time
7. Sweet Home of Stars
8. Ideal Created, Reality Denied
9. Break the Chains of Your Mind

FACEBOOKwww.facebook.com/humanhms

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s