[Resenha] Spiritual Hate – Diabolical Dominium

Nenhum comentário

Spiritual Hate – Diabolical Dominium
(Abiosis Records – Nac.)

Material enviado por Sangue Frio Produções

por Clovis Roman

O Spiritual Hate foi formado em 2007, mas apenas em 2010 assumiu seu nome atual. Em 2012 saíram dois trabalhos: o EP Praeludium ad Incursione e um split com a banda Imortal Perséfone, chamado Agony in the Profundis Abyss. Por fim, o debut dos caras surge com a alcunha Diabolical Dominium, lançado pela Abiosis Records.

A formação do grupo é Fabiano Blackmortem (guitarra) e Magnus Hellhound (guitarra e vocal). Em estúdio,para confeccionar esse petardo, contaram com o baterista Morbus e com Victor Prospero no baixo, que também cuidou da produção do disco. Como referência, dá para citar Belphegor (o final de “Awaiting Fucking Jesus” ou parte significante de “Ignorance Brought the Decandence” justificam) e Deicide, mas a Spiritual Hate sabe mesclar diversas referências do Death Metal para moldar seu estilo.

Nada aqui soa forçado ou repetitivo, afinal há bastante dinâmica nos arranjos e na estrutura das faixas. Tudo é muito convincente, mas numa primeira audição se destaca “Honour et Gloriam”, um som com partes mais lentas e cadenciadas, com riffs Black Metal e um vocal mais voltado ao Death. O trampo do baixo e da bateria são também notáveis.

O álbum Diabolical Dominium tem como característica também as faixas de longa duração. As oito músicas (desconsiderando a intro) tem média de seis minutos de duração. E isso, surpreendentemente não torna a audição cansativa. Acaba servindo para absorver melhor toda a destreza da banda tanto na execução como na composição.

A homogeneidade do álbum é absorvida com o decorrer das audições, mas em um primeiro momento, além das supracitadas, “Sentenced by Dawn” e a gigante faixa-título também se sobressaem. Além do fator musical, se destacam a produção, um som sujo mas ao mesmo tempo discernível. O timbre das guitarras é o destaque. E a parte gráfica também merece menção honrosa. A arte da capa é forte, com relação direta com o título do álbum. Vai ofender os mais puristas. Imagino que seja isso o que a banda almeja.

MÚSICAS
1. Intro
2. Excomunium
3. Awaiting Fucking Jesus
4. Honour Et Gloriam
5. Ignorance Brounght the Decandence
6. From the Purity to Fornication
7. Behind the Lies of God
8. Sentenced by Dawn
9. Diabolical Dominium

foto da capa: Tiago Oishi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s