Do México ao Brasil: Brujeria toca no Jokers, dia 15, com Choke, Necroterio e Jailor

Nenhum comentário

Você já leu aqui, aqui e aqui que o Brujeria está de volta ao Brasil, e que Curitiba entrou na rota do grupo de origem mexicana. O grupo mexicano (mas que tem membros de outras nacionalidades) se apresenta no Jokers, dia 15 de novembro, com realização da Quiat Produções. A banda deve apresentar um repertório com suas músicas mais famosas, como “La Migra”, “La Ley de Plomo”, “Brujerizmo”, “Matando Güeros” e “Colas de Rata”, além de canções de seu último disco, Pocho Aztlan, lançado em 2016. Os ingressos, devido a alta procura, já estão no 3º lote.

Uma das mais famosas músicas da banda, idolatrada pela galera em Curitiba

Na formação atual do Brujeria, está Shane Embury (Hongo), baixista do Napalm Death, e também exímio baterista Nick Barker, que já tocou, entre outros, com Cradle of Filth, Dimmu Borgir, Lock Up, Testament, Nuclear Assault, entre outros. A abertura do show em Curitiba ficará por conta de três bandas veteranas e bastante importante da cena local: Choke, Jailor e Necroterio. Essa será a segunda vinda do Brujeria a cidade. A primeira aconteceu em 2014, em um show com casa cheia no antigo John Bull.

Bandas de abertura
Como praxe na música extrema, bandas são obrigatórias na abertura de atrações internacionais. E com o Brujeria em Curitiba estarão três bandas importantes do cenário local. O Necroterio é uma banda de Death/Grindcore com mais de 25 anos de existência e tem três álbuns em sua discografia e até mesmo um DVD ao vivo, A Decade Of Laceration – 10 Splattered Years. A banda é formada pelos irmãos e membros fundadores Marcos Lima (guitarra) e Emerson Lima (bateria), além do lendário Mano (vocais), que já passou por inúmeras bandas, e o baixista Johnny Benson, também responsável pelas quatro cordas do Division Hell.

Videoclipe oficial da banda Necroterio, lançado há cerca de 5 anos.

Assim como o Necrotério, o Choke também foi fundado em meados dos anos 90, tendo o vocalista Ottavio Lourenço como figura central. A banda passou por diversas mudanças de formação nessas duas décadas, sempre com Ottavio a frente. O músico, que também é renomado escritor, fala como será o repertório do grupo para essa apresentação: “Iremos executar músicas de todos nossos álbuns, de todas as fases, o que é muito legal, pois sintetiza cada momento de nossos 20 anos de estrada […] aliás, este setlist é o mesmo que realizamos na tour pela Bolívia com o Cradle of Filth, em maio passado“, explica.

Clipe clássico do primeiro álbum do Choke, Slum Radio, com outra formação

Para o frontman, “compartilhar o mesmo palco com o Brujeria é algo espetacular, pois desde Matando Güeros acompanhamos e curtimos a banda. E também temos muita sintonia com a questão letras e temáticas do Brujeria, já que temos como Latinos muitos assuntos em comum. E algo que é interessante ressaltar a presença de suas excelentes e notórias bandas curitibanas Jailor e Necrotério, será um grande momento para a nossa cena musical pesada“, argumenta Ottavio, que ainda comprova que de fato eles consomem a música do Brujeria, ao nos contar que “Consejos Narcos” costuma fazer parte do repertório habitual do grupo.

Outra representante de origem noventista é o grupo de Thrash Metal Jailor. Mais alinhado ao Heavy do que ao Grind, o grupo mesmo assim tem grande prestígio nas ramificações mais pesadas. O vocalista Flavio Pestana também conta o que eles planejam tocar: “O repertório do show contará com músicas do Stats of Tragedy e três novas que ainda não foram gravadas“. Ele complementa, com satisfação, que “É sempre bom poder dividir o palco com bandas que muitos de nós ouvimos há muito tempo. Já ocorreu com outros nomes consagrados do Metal, e é uma forma de reconhecimento de nossa música. Tivemos o grande orgulho de nunca ter pago para fazer abertura de shows, e vamos fazer o máximo para que o público presente curta a noite desde a hora que subirmos no palco! Será uma grande celebração ao Metal, com bandas que têm bastante tempo de estrada e tudo isto regado a boa bebida e muitas cabeças ensandecidas quebrando“, profetiza.

Jailor tocando faixa título de seu 2º disco no Studio Tenda

Produção
Se três grandes bandas locais e uma internacional são a receita de uma memorável noite, tudo é costurado e orquestrado pela produtora que contrata toda essa galera. No caso, a Quiat Produções, que inicIou esse ano suas atividades e vem mostrando dedicação e profissionalismo em suas ações. Em relação às atividades da Quiat, Pestana comenta que “É sempre ótimo ver pessoas investindo e dando seu empenho pelo Metal, mas sem deixar de lado a música local. A qualidade da música que se faz não só em Curitiba, mas no Paraná como um todo é notória! E ter pessoas empenhadas nela faz bem a todos, principalmente ao público”. E finaliza convocando o público a comparecer para fomentar a cena da música extrema na região: “Torcemos para que todos estes projetos que saíram do papel vão adiante, que o público compareça e apoie em peso para que tenhamos cada vez mais eventos desse nível na região. O trampo que a Quiat vem desenvolvendo é do caralho“, conclui.

SERVIÇO
Brujeria em Curitiba
Data: 15 de novembro de 2019 (sexta-feira)
Local: Jokers
Endereço: Rua São Francisco, 164 – Centro
Horário: 21h
Ingressos: a partir de R$ 130 (3º lote)
Venda online: www.sympla.com.br
Pontos de venda:
– Quiat Gastronomia
– Let’s Rock
– Túnel do Rock
– Dr. Rock
Realização: Quiat Produções

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s