[Resenha] Crotchrot atinge ápice anti-musical com Brochas from Hell

Nenhum comentário

Crotchrot – Brochas From Hell
(independente – nacional)

por Clovis Roman

O Metal – e suas variantes – é chamado, eventualmente, de música pesada. E isso é feito dentro dos padrões normais do estilo. E o que não falta no Metal são normas, regras, limites. Claro que dá para criar coisas legais dentro desse rótulo, mas uma quantidade massiva de bandas desta linha são ‘mais do mesmo’. Então é legal demais ouvir um grupo como o CrotchRot, que não é Metal mas é igualmente pesado e agressivo.

A diferença é que, como apostam no Grind como norte musical (ou anti-musical), o som do quarteto também é dançante. Não à toa o show deles é sempre uma festa insana, com menos cabelos esvoaçantes em movimentos circulares e mais quadris em movimento pélvico unidos a pessoas correndo em círculos, pulando ou fazendo o que mais der na telha. É uma liberdade artística cada vez mais rara por aí.

O esporro sonoro do CrotchRot tem guitarras pútridas, linhas retas e minimalistas de bateria e baixo, que se integram para alicerçar vozes guturais e outras extremamente agudas, feitas com auxílio de pedais de efeitos. É uma fórmula anti fórmulas. O som grotesco, para quem o ouve de coração aberto, é aconchegante e empolgante. As letras são uma loucura só, falando de putarias diversas e metendo o dedo onde bem entendem. Inclusive nas mazelas e na ditadura metálica. Curiosamente, muitos headbangers curtem o grupo mesmo assim. Como bem diz (ou urra) a singela canção “Goregrind Universitário”: “Roque brabo com breakdown, só pra sacanear, e os redbenze invocadão, não param de agitar“. Sublime.

A introdução do disco, simplesmente chamada “Intro”, começa com algumas falas bastante amorosas, para então entrar a parte instrumental, um som que prepara muito bem o ouvinte para o que vem na sequência. Ao vivo, ela cria uma tensão e expectativa que explode com o começo de “Sarrada Aérea”, um arrasa quarteirão veloz que alterna com momentos mais cadenciados com os ‘tupá-tupá’ da bateria regendo a parada toda. A atual formação do CrotchRot conta com Muringa (vozes), Cynthia (guitarra), AngélaP (baixo) e André (baterista), esse último o mais novo integrante, que deu um upgrade brutal na percussão da banda. Essa é, definitivamente, a melhor formação que o CrotchRot já teve desde sempre.

A primeira parte do play tem músicas mais recentes, e no final, há composições já conhecidas de quem frequenta os ‘bailinhos gore’ que a banda promove, como “Molho Madeira”, “Orgia de Crackudo” e “X-Gordinha”. É tudo fora dos padrões aqui. Tanto que a introdução é maior que praticamente todas as outras faixas. Onde já se viu isso? Todas as 9 músicas duram menos de 2 minutos, com exceção de “Dialética do Pau”, com pouco mais de 3 minutos. E nessa coisa toda de tempo reside outro mérito deste disquinho. No total não são nem 20 minutos, o que resulta em não enjoar por ser muito extenso e tampouco deixa a desejar os mais chegados num Rock veloz com voz de monstro. É tudo na medida certa.

E como o negócio aqui é ousado, o disco em si não é bem um disco. É um pacote com um cartão com um QR Code, que lhe dá acesso a audição online do trabalho, acompanhado de uma calcinha. Não há mídia física para ouvir. As letras são de uma grosseria educada tocante. Cuidado ao lê-las perto da parentada, pois os versos das 10 músicas de Brochas From Hell certamente ofendem a moral e os bons costumes da família brasileira classe média de cidadãos de bem.

PS: Quer ver a capa do disco? Entra lá no Bandcamp do grupo: http://crotchrotgoregrind.bandcamp.com  

Facebook: www.facebook.com/crotchrotgoregrind 

MÚSICAS

  1. Intro
  2. Sarrada Aérea
  3. Brochas From Hell
  4. Pelas Tetas de Fora
  5. Lançamento de Feto na Paulista
  6. Goregrind Universitário
  7. X-Gordinha
  8. Dialética do Pau
  9. Molho Madeira
  10. Orgia de Crackudo

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s