Seu Juvenal: ouça os novos singles “Hino Nacional” e “Bloco da Vergonha”

Nenhum comentário

[press-release]

As duas faixas destacadas no título estarão no tracklist de Brincando com Ódio, novo álbum da banda que sai dia 17 de julho. O álbum será o sucessor de Rock Errado (2015), super bem recebido pela crítica (inclusive nós do Acesso Music, confira aqui).

O vindouro disco terá oito músicas inéditas: “Chamem As Crianças Pra Brincar”, “Depois do Ódio”, “Fogo na Própria Carne”, “Em Seu Sorriso cabe o Carnaval”, “Bloco da Vergonha”, “Hino Nacional”, “Igrejas”, “Montanhas”, além de “O Pior Cego” como bônus exclusiva da versão física. Todas foram gravadas no estúdio Sonastério em Nova Lima/MG, um dos maiores estúdios em qualidade sonora e área construída do Brasil, por onde já passaram artistas renomados como Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Skank, Seu Jorge, Criolo, Iza, Gal Costa, entre muitos outros.

Brincando com Ódio foi financiado com recursos do Funcult, edital de fomento à produção artística e cultural do Fundo Municipal de Cultura de Ouro Preto/MG, do qual o Seu Juvenal foi vencedor. Para o guitarrista Edson Zacca, Brincando com Ódio pretende consolidar uma busca sonora que vem desde a primeira demo-tape do Seu Juvenal: “Optamos por gravar ao vivo em estúdio pois desde nosso primeiro álbum a intenção era produzir um disco que chegasse mais próximo possível da forma como o Seu Juvenal soa ao vivo. E uma grande referência para esse novo trabalho será nossa primeira demo tape lançada em 1997, “Cyberjecas no Sertão da Farinha Podre”, cujas bases foram gravadas ao vivo em estúdio e que nos soa muito bem até hoje, passados 20 anos. Escolhemos também o Sonastério por ser um estúdio grande, plural em termos de tecnologia analógica, nos possibilitando uma gama de opções. Vamos atrás de uma sonoridade crua, punk, madura e verdadeira, que não se esconde atrás de plug-ins ou afinadores. Brincando com Ódio será um disco que mostrará uma banda real”.

Videos
Zacca comenta sobre ambos os trabalhos audiovisuais: “Hino Nacional é um HC mineiro, tradicional, pancada de poucos segundos sobre um tema bastante atual. Escolhemos ela para ser o primeiro single e videoclipe pois resume bem a proposta do disco: foi toda gravada ao vivo em estúdio, sem nenhum overdub. Já Bloco da Vergonha é uma música visceral. A letra tem características do psicodelismo e aborda a ilusão do mundo digital, esse lugar onde as pessoas são todas felizes e bonitas, reduto de perfis falsos que visam espalhar a mentira e o ódio”.

Além do guitarrista Edson Zacca, o Seu Juvenal também é formado pelo baixista Fabiano Minimim, o vocalista Bruno Bastos e o baterista Renato Zaca.

Informações
www.seujuvenal.com.br
www.facebook.com/seujuvenalmg
www.twitter.com/seujuvenalmg
www.soundcloud.com/seujuvenal
www.youtube.com/seujuvenalmg

Foto: Sara Magnabosco/Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s