Músico curitibano João Guimarães lança primeiro single solo

Nenhum comentário

O guitarrista curitibano João Guitarraes (aka João Guimarães) tem vasto currículo no cenário musical curitibano, como guitarrista de bandas de metal e também professor de música. Formado em música pela FAP, atua como professor (guitarra e violão) desde 2003. Nos palcos, passou por diversas bandas tributo, entre elas o Rejection (Pantera Tribute). Entre os grupos autorais, destaca-se sua participação atual no lendário grupo de heavy/black metal Doomsday Ceremony. Agora ele inicia sua carreira solo, com o lançamento do single “Inferno à Brasileira”.

O conceito
Inferno a brasileira surgiu de uma vontade de expressar a triste realidade brasileira. A música foi totalmente composta, gravada e finalizada durante a pandemia, e o momento de reclusão permitiu ao artista refletir sobre o momento e as mazelas da sociedade, as desigualdades sociais e demais injustiças.

A situação é muito pior para quem já estava em situação de rua. A ideia da música e essa mostrar que, por mais que pareça que estamos na pior, estamos bem melhores que muitos irmãos nossos. Eles sim sentem o ‘Inferno a Brasileira’ de verdade“, comenta o artista.

A canção se desenvolve em um tema instrumental que une vozes de pessoas em situação de rua, relacionando a música com o tema central do título. João conheceu as personagens nas ruas de Curitiba: “Em frente a uma agencia bancaria conheci as duas – Graziele e a mãe -, elas estavam pedindo doações e vendendo panos de prato. Me disseram que tempos atrás já tinham morado na rua e passado necessidades. Gravei uma conversa com elas no meu celular, usei um trecho na música“.

“A ideia central é mostrar a desigualdade escancarada que temos e também tentar ajudar quem precisa, com o heavy metal como trilha”, conclui o guitarrista.

Ouça no Spotify: https://open.spotify.com/artist/5JMIswVdJGLuBMuKfNawYu

Fica técnica:
Gravada no estúdio Funds House
Mixada e masterizada por Aly Fioren
Distribuído por Cd Baby

Participações

Vozes: Graziele (09 anos) e a mãe, Dona Lair.
Bateria: Ruy Feuer
Baixo: Roberto Bunese

Foto: Clovis Roman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s