[Entrevista] 100Dogmas: “Nosso nome tem incontáveis significados e interpretações”

Nenhum comentário

A banda 100Dogmas está ganhando bastante destaque no cenário nacional, mesmo sendo um grupo relativamente novo. O som da banda também traz, além da parte musical, muito significado em outros campos da compreensão. Confira nosso papo com os caras. E os sigam nas redes sociais:

por Clovis Roman

Como surgiu a banda e qual sua principal razão de existir?
Rafhael e Thiago
: Antes de mais nada, gostaríamos de agradecer a oportunidade de estarmos aqui falando sobre o nosso trabalho. Estamos lisonjeados! A banda começou em fevereiro de 2018 comigo, Rafhael Jorge, e com o nosso ex-guitarrista, André Luís, com a ideia de fazermos um som focado no groove e com letras em português.

A existência do 100Dogmas está intrinsecamente conectada com a vontade de ajudar as pessoas a manifestarem seus sentimentos, vontades e aspirações através da nossa música. Queremos que todos consigam se expressar e lidar com seus demônios internos, a fim de evoluirmos conjuntamente como pessoas e espíritos unos que somos.

O nome 100 Dogmas: Qual significado ele carrega? Por que usar o numeral 100 no lugar da palavra “sem”?
Rafhael
: O nome 100Dogmas tem incontáveis significados e interpretações. A princípio, ele está ligado ao sentimento de liberdade, à possibilidade de caminharmos livremente com nossas próprias pernas e com transcendentalismo, exposto lindamente na filosofia Rosa Cruz.

A questão do numeral tem um significado mais pessoal. Nem todos sabem, mas recebi o nome da banda através de meditações e conexões com o mundo espiritual e eles, através de sua mensagem, colocaram o numeral no nome da banda.

Vocês fizeram uma campanha de financiamento coletivo para gravar o videoclipe Sic Mundus Creatus Est, como foi esta experiência?
Rafhael e Thiago
: Sim, fizemos e foi uma experiencia incrível! Tivemos o apoio fãs, família e amigos, que acreditaram piamente no nosso sonho. A concretização dessa expediência vai se dar através das mãos do nosso amigo e incrível diretor criativo Chico Nascimento, da Lembretta Filmes, que idealizou, dirigiu e editou todo o clipe da Sic Mundus Creatus Est, que será entregue em meados de abril.

Pensam em usar este recurso para futuros trabalhos da banda?
Rafhael e Thiago
: Pensamos sim! Agora que estamos em fase de produção do nosso novo EP estamos estudando a possibilidade de fazermos algo relacionado à captação de recursos para auxiliar a entregarmos um material de ótima qualidade. Em breve traremos novidades.

O clipe de Sic Mundus Creatus Est é inspirado em Zé do Caixão, mestre dos filmes de terror. Este é um tema recorrente nas letras do 100 Dogmas?
Rafhael e Thiago
: Não necessariamente. Gostamos da atmosfera de terror, misticismo e ocultismo ligada à imagem de José Mojica Marins, mas a ideia de trazer o personagem Zé do Caixão ao clipe foi a de homenagear o mestre José pelo seu trabalho, que com certeza influenciou e continua influenciando muita gente.

A banda pretende lançar um EP chamado Corpo Fechado ainda em 2021. Ele terá a produção de Adair Daufembach, ou ele trabalhará apenas com o single de Sic Mundus Creatus Est?
Rafhael e Thiago
: Ainda estamos sem acreditar nesta parceria incrível que fechamos para o ano de 2021. A ideia de trabalhar com o Adair Daufembach sempre foi um sonho para nós e hoje, poder trocar ideias e compartilhar nossas músicas – e ter nossas músicas produzidas por ele – é mais do que um sonho realizado.

Inicialmente tínhamos fechado com o Adair apenas a produção da música “Corpo Fechado”, mas depois de algumas conversas e, também, diante da oportunidade que foi aberta por ele resolvemos estreitar os laços e selar a produção completa do EP, que também se chamará Corpo Fechado.
Estamos muito empolgados e ansiosos para compartilhar com todos esse novo trabalho. Será épico!

O EP Amaldiçoado Seja era conceitual, o futuro EP também terá um fio condutor no quesito lírico?
Rafhael
: Sim. Como eu mencionei na resposta anterior, o 100Dogmas vai trabalhar nesse EP, tanto musicalmente como visualmente, um personagem e suas várias fases de vida. Neste momento, ele transcende da Sic Mundus para a Corpo Fechado, em mente e espírito, demonstrando a metamorfose humana.

Qual banda você acha que gravaria uma cover bacana de alguma das músicas do 100 Dogmas?
Rafhael
: Olha, eu acho que essa foi uma das perguntas mais difíceis que já respondi, mas confesso que eu ficaria extremamente feliz e honrado em ver o Soulfly interpretando alguma música do 100Dogmas. Sou muito fã do Max Cavalera e de tudo que ele fez ao longo da sua carreira, principalmente do que ele vem fazendo nesse trabalho com o Soulfly.

Thiago: Eu escolheria o pessoal do Gojira. A musicalidade dos componentes dessa banda traria, com toda certeza, um toque interessante à música do 100Dogmas. Seria demais ouvir Joe Duplantier cantando em português!

Redes sociais
Facebook: https://www.facebook.com/100dogmas
Instagram: https://www.instagram.com/100dogmas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s