Vencedores do Oscar – Melhor trilha sonora – Décadas de 2010 e 2020

um comentário

por Julian Dedablio

Sendo a mais famosa premiação de cinema que existe no mundo, o Oscar (ou Óscar) divide seus títulos e avaliações em diversas categorias e, entre elas, a trilha sonora. Bem presente, seja na narrativa, na imersão ou no complemento de um bom storytelling, sejamos francos que o som faz parte da experiência completa audiovisual e, quando excepcional, merece ser premiado e refletido por aquela estatueta dourada bonitona. Aqui vamos relembrar os vencedores da categoria “trilha sonora” dos anos 2010 a 2020. Vamos lá? Let’s bora!
Lembrando que o ano indicado refere-se ao ano em que ocorreu a entrega do prêmio, relativo à melhor trilha sonora do ano anterior.

2010: Up – Michael Giacchino

Contrastando entre o pacato e o aventureiro, o som aqui comunica bem o que sentimos juntamente com o protagonista, o senhorzinho Carl Fredricksen, e com o escoteiro Russell, além de passar aquela sensação gostosa de “musiquinha das antiga”.

2011: The Social Network – Trent Reznor e Atticus Ross

A combinação de batidas eletrônicas ganharam meu coração já quando ouvi, e a sensação de “grandiosidade” é uma primazia dos compositores.
(São também responsáveis pela produção da banda Nine Inch Nails – inclusive Trent Reznor, além de fundador da banda, também é responsável sozinho pela direção musical do grupo musical – )

2012: The Artist – Ludovic Bource

Vamos dispensar palavras, pois quando a música serve como fio condutor de uma narrativa, ainda mais para um filme mudo, a apreciação e o apreço são bem presentes.
Uma curiosidade: esse é o primeiro filme mudo a ganhar a estatueta dourada desde Marty, em 1955.

2013: Life of Pi – Mychael Danna

Pra mim, sons indianos sempre carregam aquele tom reflexivo e calmo, ao mesmo tempo cheio de personalidade. Junta isso com um tom de leveza e gostosinho de ouvir (num popularesco “meio Disney” sabe) e temos essa OST magnífica aqui.

2014: Gravity – Steven Price

Uma das coisas mais difíceis na tarefa de um bom compositor é pegar uma sensação, transformar isso em som, e fazer essa transmissão funcionar para o público e, por mais que essa ultima parte da tarefa esteja mais a cargo do expectador sentir ou não, convenhamos: independente do gosto ou do repertório, o que chega para mim, chega para você também, factualmente. Causando ou não essa sensação, o som chega e ele causa alguma coisa, mesmo que “nada”.
E como descrever “o vazio” musicalmente? Uma das respostas está na playlist acima.

2015: The Grand Budapest Hotel – Alexandre Desplat

Existe uma palavra de ordem que entrelaça tanto o trabalho visual magnifico do direto Wes Anderson e as músicas produzidas por Alexandre Desplat: Carisma! E esse toque carismático que encontramos aqui pois uma das coisas que nos deparamos, ao ouvir essa OST, é aquele gostinho “hungarian dance” + a identidade própria do filme, fazendo ter aquela sensação de “tipo grande hotel Budapeste” quando ouvimos uma composição parecida.

2016: The Hateful Eight – Ennio Morricone

O legado de Ennio Morricone dispensa qualquer apresentação (e certamente você já assoviou o “tema de velho oeste” sem saber que a obra é dele haha), e, cá entre nós, Ennio + Tarantino = SUCCESSFUL!

2017: La La Land – Justin Hurwitz

A luta eterna “amor X carreira” que La La Land proporciona também é transmitido nesse jazz gostoso e animado. que a Trilha proporciona. Musica boa + musical bom + história de amor bem contada…não tem como dar errado. “montanha russa de emoções” define bem essa OST.

2018: The Shape of Water – Alexandre Desplat

E temos mais uma vez o Alexandre Desplat com a sua versão de “música de fase de água” mas pra filme e, claro, dando o carisma necessário e preciso para a mente brilhante (e algumas vezes até perturbadinha) do diretor Guilhermo Del Toro, só provando meu ponto de que realmente “músicas de água” são relaxantes haha.

2019: Black Panther – Ludwig Göransson

Épico! O que Pantera Negra fez com filmes de super-herói não poupa palavras e emoção ao colocar toda a representatividade negra em toda a sua merecidíssima e poderosa evidencia cultural e histórica e, como se isso já não fosse emocionante o bastante, o compositor Ludwig Göransson ainda conseguiu transmitir isso na trilha sonora. Os tambores, sons tribais, casando bem com os sons épicos tradicionais dos filmes da Marvel coroam, pra mim, não só como, particularmente, uma das minhas trilhas preferidas, como também o meu filme de herói preferido! Wakanda Forever!
Entenda de outra forma o que eu quis dizer acima com esse vídeo aqui(e perceba o quão importante esse filme é):

2020 e 2021

2020: Joker – Hildur Guðnadóttir

Mais uma vez pipocando aqui uma trilha de um filme baseado em quadrinhos (e é até estranho falar, viciosamente, mencionando o coringa como “um filme de super herói”), e aqui, a trilha pesada, o violoncelo carregado e os instrumentos em notas constantes ilustram bem a Gotham dos anos 80 e o personagem louco retratado, bem como a loucura que o permeia.

2021: Soul – Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste

Pixar surpreende e entrega! E com as trilhas não são diferentes… Neste caso, não só a brincadeira com o nome e o estilo musical são presentes, bem como a trilha é presente na trama e na narrativa. A vontade de estar naquelas mesinhas redondas, fechar os olhos, e se deixar levar pelo soul music é de tocar a alma (DESCULPA!)

E aí, gostou dos que ganharam a estatueta pelas musiquinhas? Quer mais listas como essa? Deixa aqui nos comentários… pode ser que aconteçam outras premiações em que a trilha sonora é bem presente! (oi The Game Awards haha)
See Ya!

1 comentário em “Vencedores do Oscar – Melhor trilha sonora – Décadas de 2010 e 2020”

  1. Pra mim a trilha do Pantera Negra é a de Lala Land seriam as vencedoras do Oscar entre todas elas. Todas são maravilhosas, porém essas superam todas as demais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s