[Resenha] Master Dy – Unknown Sound

Nenhum comentário

Master Dy – Unknown Sound
(DyMM P&M – Importado)

por Clovis Roman

Este disco promocional da banda portuguesa Master Dy chegou à minhas mãos em uma ação dos gajos em entrar no mercado brasileiro, coisa que estão fazendo também participando de festivais online em nosso país. O som do septeto lusitano (que conta com um brasileiro na formação) mescla influências de doom, death e black metal, porém sem perder o foco das melodias, dos andamentos cadenciados que facilitam a compreensão e assimilação das partes, coros e refrães.

O visual, com pinturas faciais, remete imediatamente ao Ghost. Não por acaso, no CD há uma releitura de “Square Hammer”. O grupo foi fundado dia 19 de maio de 2019, com DyMoob, que assumiu o papel de “Madre Emerittus Zero”, bem na linha do Ghost mesmo, e então partiu para a procura de membros para sua nova empreitada musical.

A supracitada releitura de “Square Hammer” chama atenção, afinal, o pessoal realmente colocou a personalidade em cima da original, criando uma faixa bem mais rápida em detrimento ao ar melancólico da original. Em todo caso, ficou bastante eficiente e agradável. Até chegarmos na cover, entretanto, o álbum já havia nos oferecido outros bons momentos. A faixa de abertura, “Hello”, é uma instrumental que é um pequeno trecho musical, não apenas aquelas intros com barulhos de vento ou tecladinhos. A peça cativa com partes marcantes, atiçando a curiosidade do ouvinte para a brutal “Blessed in the Name of Satan”. Uma pena que as duas não tenham sido unidas – a separação com o fade out fez perder a tensão. Mas isto é mero detalhe. Mais acessível, “Never Die” surpreende com sua pegada mais dançante. Por sua vez, “All The Lies” mescla estes pontos díspares em outro momento marcante do CD.

Lá no Bandcamp, a banda afirma que em suas letras visa trazer uma “mensagem interna de dor psicológica e caos, mas sem perder o bom humor e a fé em Satanás”. Tranquilo. O som se adequa a esta frase, afinal apesar das camadas sonoras mais tensas e passagens mais pesadas, o trabalho como um todo flui de maneira bastante agradável, onde audições consecutivas são bastante prováveis. Além da mescla madura de elementos, o grupo acerta ao apresentar músicas com duração bastante palatável, em uma média de quatro minutos cada uma.

A cativante “Final Breath”, uma das melhores faixas do trabalho, abre espaço para as tétricas “Swords Against God I” e “Swords Against God II”, a primeira mais sombria e a segunda apostando um pouco mais na agressividade, mas sem exageros. Funcionando como uma transição, “Lost Dreams”, que carrega em si todas as características descritas anteriormente, abre espaço para um encerramento em um clima um pouco mais amigável: uma cover satisfatória (e acelerada) de “Poison”, de Alice Cooper – esta é mais próxima a original que a releitura do Ghost. Para fãs de Powerwolf e Ghost – ou até mesmo Lacuna Coil – é obrigatória uma conferida.

Músicas

  1. Hello
  2. Blessed in the Name of Satan
  3. Never Die
  4. Square Hammer [Ghost cover]
  5. All the Lies
  6. Arms of Satan
  7. Final Breath
  8. Swords Against God I
  9. Swords Against God II
  10. Lost Dreams
  11. Poison [Alice Cooper cover]

Informações:
Site: www.masterdy.com
Instagram: www.instagram.com/masterdy_band
Bandcamp: master-dy.bandcamp.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s