[Cobertura] Grind e Punk no palco do 92 Graus

É Você Satanás? Fest
92 Graus
Curitiba/PR
11 de fevereiro de 2022

por Clovis Roman

A noite de 11 de fevereiro movimentou públicos distintos dentro da esfera underground, com o É você Satanás? Fest, que botou no palco Acéfalo, Repudiyo, Disbiopsia e os visitantes Guro, magistral grupo de grindcore de Londrina/PR.

De acordo com o cartaz, imaginei que o Disbiopsia abriria, mas quem subiu no palco primeiro foi o Acéfalo, por volta das 21h, mandando um death metal com referências generosas de crust e grind, resultando em músicas violentas e com letras de protesto e críticas sociais (o título de “Gädo”, por exemplo, deixa este fator bem claro). O registro da banda é o EP Macäbro – composto em sua totalidade por Jhonny Benson –, tocado em uma apresentação curta, com cerca de 25 minutos. A formação para esta noite foi enxuta, pois Benson (guitarra e voz) teve ao seu lado apenas o baterista Sidnei “CJ” Dubiella, músico gabaritado da cena local, que toca no Thou Shall Not e Hell Gun, entre outras, eventualmente.

Acéfalo. (foto: Clovis Roman)

Com a mistura de públicos, que englobava headbangers e punks, o movimento na parte externa do 92 Graus era intensa. Entretanto, a parte Metal dos presentes foi a que, primordialmente, entrou de fato na casa para conferir as bandas. A maioria ficou lá fora, apenas na algazarra. Algo que aconteceu não apenas na primeira banda, mas durante toda a noite. Poucos viram o Disbiopsia, banda que se classifica como D-Beat Raw Punk, ou seja, Punk. O show foi enérgico, inclusive com o vocalista descendo algumas vezes do palco para gritar no meio da galera, que proporcionou alguns moshes e rodinhas. No finalzinho, o vocalista saiu do palco e era visto fora do bar conversando, enquanto os músicos tocavam os últimos acordes.

Guro estreando em Curitiba. (foto: Clovis Roman)

O Guro subiu ao palco com Eron Bueno (voz), Thiago Franzim (guitarra) e Francisco Paiva (bateria), e mesmo não tendo baixo o som saiu redondo e agressivo. A velocidade e curta duração das faixas foram fatores que potencializaram a pancadaria. Com um novo álbum nas mãos, Missa Satânica, o grupo de Londrina acabou focando o repertório mais no disco de estreia, Anticristo (2020), do qual foram tocadas onze músicas (incluindo o rolo compressor “Baskin”). Do mais recente trabalho de estúdio vieram cinco canções, sendo que três delas ficam longe de chegar a um minuto de duração: “Mão Esquerda”, “Retaliação” e “Pesadelo”. Curiosa a configuração dos músicos no palco, com Franzim posicionando seus pedais virados para a bateria.

A banda já regravou bandas como Megadeth, Nasum e Regurgitate, mas escolheu um Brujeria para a cover da noite: “Brujerizmo”, que antecedeu a saideira “Grind Pop Freak”, invertendo a ordem que constava no setlist. As dezoito músicas somaram cerca de 35 minutos de uma apresentação coesa, brutal e caótica. Parafraseando a última faixa do repertório, o Guro focou no Grind e na Maluquice sonora, enquanto o momento mais Pop foi justamente a cover do Brujeria, afinal, é um som mais cadenciado e acessível em certo ponto. A homogeneidade apresentada pelo trio foi letal. Grande noite.

Repudiyo em seu habitat natural: o palco. (foto: Clovis Roman)

Encerrando a noite, o Repudyio, cujo som reúne elementos diversos, do punk, hardcore ao metal, mas que certamente tem como meta fazer uma desgraceira sonora com belíssimos vocais esgoelados. São mais de vinte anos de estrada e zilhões de shows, afinal os caras estão sempre em cima do palco. Com um desfalque no baixo, os caras convidaram para as quatro cordas o camarada Hugo Roberto “Muringa”, o alucinado vocalista do CrotchRot, e ex-Furúnculo Anal. Abriram com “Unchalleged Hate” do Napalm Death como intro, seguindo com “Não Quero As Guerras”, do primeiro álbum autointitulado.  Deste também se fizeram presente sons como “Sistema Errado”, “União” e “Ideia Forte”. Em breve, pegarão a estrada para uma mini-turnê com a Gangrena Gasosa.

Fotos:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s