Clássico do The Gathering é relançado no Brasil

Nenhum comentário

[press-release]

A banda holandesa The Gathering suportou tempos difíceis até 1994. A parceria da banda com a gravadora Foundation 2000 não estava conseguindo os resultados esperados e o seu segundo álbum de estúdio não tinha agradado nem ao público nem à imprensa especializada, principalmente no quesito vocais. Mas, afortunadamente, dias melhores chegaram com a entrada de Anneke van Giersbergen (que substituiu Niels Duffhues), cuja voz angelical era perfeita para o estilo atmosférico que o The Gathering estava experimentando no momento. A banda também conseguiu fechar um novo contrato com a gravadora alemã Century Media Records e em 1995 o seu terceiro álbum de estúdio “Mandylion” foi lançado.

Esta mudança radical de vocais masculinos por vocais femininos teve um grande impacto no som da banda e, consequentemente, também em sua popularidade pois foi por causa deste álbum que as pessoas começaram a notar a alta qualidade nas composições da banda. A adição de Anneke van Giersbergen fez com que o The Gathering soasse muito inovador para a época já que não era comum encontrar muitos lançamentos de Doom Metal com uma vocalista feminina. Em sua maioria, os vocais femininos eram usados ​​como backing vocais ou como participações especiais em faixas específicas de um álbum. O The Gathering tentou algo diferente e foi assim que conseguiu seu próprio e merecido lugar na cena musical.

Musicalmente, a banda se tornou muito mais acessível, memorável e melódica. O estilo vocal distinto, poderoso e emocional de Anneke trouxe uma melhoria muito necessária ao som do The Gathering. Os dominantes teclados melódicos, cortesia do habilidoso Frank Boeijen, e as incríveis linhas vocais de Anneke criam uma bela atmosfera que fez deste um dos melhores álbuns do The Gathering. E, provavelmente, atmosférico seja a melhor palavra para descrever este álbum.

As estruturas das músicas parecem ser bastantes simples na maior parte, mas a banda sempre tem um ás na manga, trazendo sentimentos mais relaxantes porém muito sombrios, vocais doces mas tristes e melodias que acariciam a pessoa com certa ternura.

O título “Mandylion” [também conhecido em português como “Imagem de Edessa”] refere-se à relíquia sagrada que consiste em um quadrado de pano sobre o qual uma imagem milagrosa da face de Jesus estava impressa.

Para resumir, “Mandylion” não é apenas um álbum de Gothic/Doom Metal, é também uma experiência que nos fará refletir sobre muitos aspectos da nossa vida.

Adquira sua cópia no seguinte link: https://bit.ly/3fcQtSY. Edição limitada em 300 cópias.

Um lançamento da parceria Shinigami Records/Century Media Records.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s